Ir para o conteúdo

Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal Viamão-RS
Acompanhe-nos:
Facebook
Twitter
You Tube
Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
08
08 MAI 2017
SAÚDE
1º Sarau Cultural CAPs AD integra usuários, familiares e equipe de atenção

“Enquanto você se esforça pra ser um sujeito normal e fazer tudo igual, eu do meu lado aprendendo a ser louco, um maluco total, na loucura real, controlando a minha maluquez, misturada com minha lucidez, vou ficar, ficar com certeza, maluco beleza...” Raul Seixas

 

         Ao som de Raul Seixas, foi aberto, oficialmente, o 1º Sarau Cultural do Caps AD. De acordo com a coordenadora da CAPs AD, Luciana Moro, o evento tem por objetivo promover a arte e a cultura dos usuários do serviço e também dos oficineiros. “A atividade é aberta aos familiares e à comunidade em geral e é uma maneira de potencializarmos as histórias de vida e mostrar que todos são capazes. Também é um momento em que podemos dialogar com as pessoas sobre o preconceito com os usuários de álcool e outras drogas”, explica.

O Sarau iniciou com a declamação de um poema. Logo em seguida, oficineiros e equipe de atenção e usuários pegaram instrumentos musicais e começaram a tocar e cantar pop rock e MPB. A descontração e a harmonia tomaram conta do espaço, que estava totalmente decorado por trabalhos e intervenções.  

De acordo com Luciana, a ideia é que tenha um sarau por mês, em todas as últimas sextas-feiras. “A arte quando chega traz luz e projeto de vida com mais leveza”, encerra a coordenadora.

VINCULADOS À PÁGINA:
Secretaria da Saúde
Galerias de Fotos Vinculadas
08/05/2017
1º Sarau Cultural CAPs AD integra usuários, familiares e equipe de atenção

Ao som de Raul Seixas, foi aberto, oficialmente, o 1º Sarau Cultural do Caps AD. De acordo com a coordenadora da CAPs AD, Luciana Moro, o evento tem por objetivo promover a arte e a cultura dos usuários do serviço e também dos oficineiros. “A atividade é aberta aos familiares e à comunidade em geral e é uma maneira de potencializarmos as histórias de vida e mostrar que todos são capazes. Também é um momento em que podemos dialogar com as pessoas sobre o preconceito com os usuários de álcool e outras drogas”, explica.

Seta
Copyright Instar - 2006-2020. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia